sábado, 28 de julho de 2012

É proibido não buscar a felicidade,
 Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual...

Tudo começa por um ponto...

Quando você toma uma iniciativa, seja ela qual for...o seu mundo parece que se transforma.
Você se sente mais confiante para fazer o que antes não tinha coragem.
Novas possibilidades se abrem e, de repente,aquele lugar que você sempre quis ir, já não fica mais tão longe...
Então a vida fica mais clara, ganha mais sentido.
E descobrir, agora é uma palavra constante no seu dia-a-dia.
Você descobre que o seu poder de decisão é muito mais forte do que imaginava, e que a palavra cuidado faz muito mais sentido quando você a transpõe para outras pessoas.
Descobre que cuidar de si, é a melhor forma de continuar cuidando das pessoas que você ama.
Descobre também que se dar valor é, antes de tudo, dar valor à vida.
E quando você se conhece e acredita no seu potencial, os sonhos que antes pareciam inalcançáveis, podem se tornar surpreendentemente reais.
De repente você olha para trás e nem acredita que conseguiu realizar tanta coisa.
Então descobre o melhor de tudo.
Realizar seu sonhos...
... não começa por coisas complicadas...
... não começa pelos outros.
Começa por um ponto.
                                                                                                          Um ponto dentro de você!!!

http://www.youtube.com/watch?v=6LJBbDCd8lU

segunda-feira, 16 de julho de 2012

É preciso...

Ser um empreendedor é executar os sonhos,
mesmo que haja riscos. É enfrentar os problemas,
mesmo não tendo forças.
É caminhar por lugares desconhecidos, mesmo sem bússola.
É tomar atitudes que ninguém tomou.
É ter consciência de que quem vence sem obstáculos triunfa sem glória.
É não esperar uma herança, mas construir uma história...
Quantos projetos você deixou para trás?
Quantas vezes seus temores bloquearam seus sonhos?
Ser um empreendedor não é esperar a felicidade acontecer, mas conquistá-la.

(Augusto Cury)

quarta-feira, 4 de julho de 2012

domingo, 1 de julho de 2012

Onde Deus possa me ouvir...

Sabe o que eu queria agora, meu bem...?
Sair chegar lá fora e encontrar alguém
Que não me dissesse nada
Não me perguntasse nada também
Que me oferecesse um colo ou um ombro
Onde eu desaguasse todo desengano
Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém.

Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior
Pra entender porque se agridem
Se empurram pro abismo
Se debatem, se combatem sem saber

Meu amor...
Deixa eu chorar até cansar
Me leve pra qualquer lugar
Aonde Deus possa me ouvir
Minha dor...
Eu não consigo compreender
Eu quero algo pra beber
Me deixe aqui pode sair.

Adeus...(Vander Lee)